Tratamentos estéticos podem ser aliados das cirurgias plásticas no rosto

Massagem Vibrocell: como funciona?
27 de Janeiro de 2016
Limpeza de pele: o tratamento que extermina cravos e milium
1 de Fevereiro de 2016
Mostrar todos

Tratamentos estéticos podem ser aliados das cirurgias plásticas no rosto

As cirurgias plásticas no rosto visam atenuar os sinais de envelhecimento causados pelo efeito do tempo, gravidade, exposição solar e estresse do cotidiano. Estas alterações ocorrem de maneira lenta e progressiva, incluindo todos os componentes da estrutura facial, vários sinais característicos como acentuação das rugas na testa, queda das sobrancelhas, excessos de pele e rugas ao redor dos olhos, podem aparecer.

 Apesar de ser impossível prever a duração dos resultados, os efeitos da cirurgia são duráveis e é possível ter uma aparência melhor. Muitos consideram que uma cirurgia bem executada propicia uma aparência rejuvenescida que corresponde de 5 a 10 anos a menos.

O que muitos não sabem é que antes de uma cirurgia plástica facial, a área a ser operada pode ser tratada visando oferecer ao cirurgião maior facilidade para a utilização de sua técnica, com repercussão positiva sobre o resultado final. Alguns tratamentos podem melhorar a aparência, circulação arterial e venosa e a oxigenação da pele, otimizando a cicatrização dos tecidos, como a drenagem linfática, a limpeza de pele e a hidratação da facial. Assim, pode ser possível diminuir a intensidade de sinais e sintomas que ocorrem sempre após qualquer tipo de cirurgia, como o inchaço, manchas roxas, fibrose e dor.

Porém há outros tratamentos estéticos que o paciente não pode realizar antes do procedimento cirúrgico, a não ser que seja com muito tempo de antecedência. Por exemplo, o peeling, se for superficial não há problema algum. Mas se foi um peeling profundo, é recomendado esperar pelo menos dois ou três meses para que não haja risco de necrose de pele após a cirurgia.

O mesmo acontece com o botox, as aplicações não podem ser feitas próximas a data de realização da cirurgia, ele deve ser realizado pelo menos um mês antes, caso contrário a ação do botox será mais curta do que o esperado. Pois o inchaço decorrente da cirurgia pode atenuar a eficiência do produto.

Ou seja, tudo depende do tratamento estético, alguns podem colaborar para a eficácia da cirurgia no rosto, outros podem trazer problemas no pós-cirúrgico ou podem ter seus efeitos afetados por causa do procedimento. Por isso, é de extrema importância se informar com o seu cirurgião antes de realizar qualquer tratamento estético no rosto se a sua cirurgia plástica já estiver marcada.

Depois da cirurgia, também é preciso esperar um tempo antes de fazer tratamentos estéticos, no mínimo um mês para fazer qualquer procedimento. Pois o inchaço ao ser reabsorvido levará com ele parte do produto e seu tratamento não terá o mesmo resultado. No caso dos peelings é preciso esperar ainda mais, os superficiais após dois meses e profundos somente após seis meses.

Seguir essas orientações é fundamental para que, tanto os tratamentos, quanto a cirurgia plástica conquistem os melhores resultados possíveis e seu rosto tenha uma aparência mais jovem e saudável.

A cirurgia plástica no rosto pode fazer com que você pareça mais jovem e melhorar a sua autoestima. Porém, não é capaz de modificar totalmente a sua aparência nem devolver a vitalidade da juventude. Portanto, pense cuidadosamente sobre as suas expectativas antes da cirurgia e discuta-as com o cirurgião, pergunte sobre os tratamentos estéticos, sobre o pré e o pós-operatório, para que não restem dúvidas.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/