IPCA- indução percutânea de colágeno por agulhas ( microagulhamento)

Preenchimento de Sulcos e Rugas
10 de junho de 2015
Toxina Botulínica Tipo A
10 de junho de 2015
Mostrar todos

IPCA- indução percutânea de colágeno por agulhas ( microagulhamento)

Microagulhamento – também conhecido como Skinroller / Dermaroller / Indução Percutânea de colágeno

Esta técnica consiste em produzir furos minúsculos na pele com um sistema de rolamento que contem inúmeras microagulhas com o objetivo de estimular os fibroblastos, as células responsáveis pela produção de colágeno, para restaurar a pele que foi danificada, resultando em uma pele mais firme e com mais viço, alem de abrir ‘ canais” para permeação de ativos.(drug delivery).

 

indicações:

# rejuvenescimento

# cicatriz de Acne

# Poros Dilatados

# Manchas (Melasma)

# queda de cabelos (Alopecia)

# estrias

 

O Microagulhamento  aumenta 400 vezes a quantidade de colágeno na pele, além de melhorar a circulação e eliminar manchas. O resultado é uma pele novinha em folha sem sofrimento.

A técnica exige o uso de creme de anestésico ou a utilização de anestesia local para minimizar qualquer desconforto, ira depender do comprimento de agulha utilizada e experiência do profissional. Deve ser sempre realizada em um consultório médico, precedida de toda antissepsia necessária e cuidados de biossegurança esperados em qualquer procedimento cirúrgico.

O pós-procedimento é tranquilo, a recuperação é muito rápida, bem como o retorno do paciente às atividades laborativas.

As sessões podem ser mensais ou a cada 2 meses dependendo da patologia a ser tratada. Para cada caso se utiliza medicações tópicas logo após o microagulhamento a fim de potencializar a entrega desta medicação na derme profunda onde foi criado os poros logo após o microagulhamento.

É importante que o equipamento possua registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Essa certificação garante a qualidade do produto (em relação ao aço utilizado, número de agulhas, comprimento e diâmetro das agulhas etc), a esterilização do mesmo e dessa forma evita-se contaminações e complicações. jamais deve ser reutilizado. Aparelho de uso único e descartável.

O tratamento deve ser realizado exclusivamente por médicos habilitados, nunca por profissionais não médicos, e nunca pelo paciente em casa pelo risco de complicações muito sérias como desenvolvimento de cicatrizes, escurecimento da pele e infecções.

 

Para saber mais agende uma avaliação gratuita conosco e se surpreenda com este novo tratamento.