Fique atenta aos cosméticos infantis

Saiba mais sobre a Eletrocauterização
7 de março de 2016
Fibra: Como Aumentar o Seu Consumo Diário?
18 de março de 2016
Mostrar todos

Fique atenta aos cosméticos infantis

Quando o produto cosmético é para criança, a legislação preconiza muito mais cautela e severidade para a escolha dos ingredientes que compõem as fórmulas. Sim, é duro um leigo entender os nomes químicos presentes nas composições dos produtos, mas cada dia mais é essencial se auto-educar para ter certeza de que o que o seu filho usa não vai fazer mal agora e nem no futuro, no uso cumulativo durante toda a vida.

Por isso, nesse artigo, pretendo ajudar você a saber alguns dos produtos mais indicados para a pele e cabelos das crianças. Mas antes das dicas, vale lembrar que o bom senso é a principal arma para prevenir problemas, e que os pais são os responsáveis por escolher quais produtos a criança deve usar.

O que as empresas fabricantes devem levar em conta?

A segurança dos ingredientes e a reologia da formulação são vitais. Se você pensar na pele do bebê, vai verificar que o pH da sua pele é provalentemente alcalino, devido à presença do vernix caseoso, uma substância graxa, esbranquiçada, que recobre todo o bebê ao nascer. Dentro das 24 horas seguintes ao parto o pH cai notoriamente tendendo a uma estabilização por volta do primeiro mês de vida em valores pouco abaixo de seis, portanto discretamente ácido.

Estou falando tudo isso só para que se entenda porque é tão importante conhecer profundamente a estrutura da pele do recém-nascido, do bebê e da criança e verificar o melhor tipo de formulação para cada etapa de desenvolvimento da vida

Ativos capilares para crianças

Acredito nos tensoativos de extrema suavidade, como os sarcosinatos; nos derivados e frações ativas, obtidas de plantas cultivadas sem defensivos tóxicos e extraídos de processos totalmente sintéticos e sem solventes maléficos. Acredito nas combinações sinérgicas de emulgadores não etoxilados e não propoxilados, muito mais suaves e seguros se comparados por aqueles que passar pode esses dois processos. Acredito em ingredientes que biomimetizem os compostos da emulsão epicutânea do couro cabeludo.

Acredito, finalmente, nas composições fragrantes sem ftalatos. Tudo isso parece grego para você? Então comece já a ler a bula de todos os produtos que você compra para seus filhos e vai verificar que muitos desses palavrões são importantes na fórmula do produto cosmético.

Hidratantes e sabonetes seguros

Vale a mesma premissa, ingredientes seguros, não parafínicos, não etoxilados e não propoxilados. São bem vindos os bloqueadores físicos de última geração, como o óxido de zinco revestido com silicones especiais, as vitaminas A, C, D e pró-vitamina B5, além de óleos e manteigas vegetais obtidos por prensagem a frio.

E maquiagens?

Elas também exigem ativos específicos! Além da menor paleta de opções entre pigmentos e micas seguros, há a questão dos derivados parafínicos, que devem ser sempre evitados. Escolha somente itens fabricados por empresas idôneas e reconhecidas, não caia na tentação de comprar brinquedinhos que pintam o rosto sem saber a procedência do produto ou da tintura. Verifique se a fórmula é dermatologicamente testada e direcionada especialmente para crianças. Afinal o seu filho é a jóia mais preciosa do mundo e você não pode jogar isso no lixo!

Fonte: http://www.minhavida.com.br/Imagem: maternidadesimples.com.br

O ideal é que os produtos que seus filhos irão usar, sejam receitados por dermatologista. Aqui na Clínica Premium você encontra os melhores profissionais da cidade. Venha conferir!