Fibra: Como Aumentar o Seu Consumo Diário?

Fique atenta aos cosméticos infantis
14 de março de 2016
Conheça a Magic Touch Detox, técnica queridinha das famosas
21 de março de 2016
Mostrar todos

Fibra: Como Aumentar o Seu Consumo Diário?

A fibra não é um nutriente, mas sim uma celulose que se encontra em proporções mais elevadas em alguns alimentos como frutos secos, cereais e derivados integrais.

Distinguem-se dois tipos (solúveis e insolúveis), as quais diferem pela capacidade de fermentação, sua solubilidade e viscosidade.

A Fibra Solúvel É Benéfica Para O Organismo, Já Que:

-Facilita o trânsito intestinal evitando, assim, a constipação.
-Aumenta a sensação de saciedade, o que reduz a fome entre as refeições e, portanto, ajuda a controlar o peso.
-Previne o câncer de cólon, já que as partículas responsáveis pelo desenvolvimento desta doença (substâncias cancerígenas) são arrastadas junto com as fezes.
-Reduz os níveis de colesterol LDL ou “ruim” e triglicérides.

Se encontra na aveia, na cevada, nas nozes, nos legumes e em algumas frutas e verduras.

A fibra insolúvel, que quase não se fermenta, passa pelo organismo rapidamente através do intestino. Pode ser encontrada no farelo de trigo, nas verduras e nos grãos integrais.

Para alcançar a quantidade diária recomendada de fibra (cerca de 30 gramas), é necessário ter por dia cinco porções diárias de frutas e verduras e entre 3-5 porções de cereais que podem ser integrais. A maioria dos lácteos incorpora na sua fórmula habitual fibra e fruta.

Uma maneira fácil de adicionar mais fibras em nossa alimentação consiste em consumir no café da manhã algumas das seguintes opções:

-Aveia com leite.
-Mamão.
-Morango.
-Banana.
-Maçã.
-Laranja picada com iogurte.
-Cereais.
-Pão integral com queijo fresco.

Quanto ao lanche, é possível adicionar alimentos como:

-Maçã.
-Pera ou morango.
-Pêssego ou abacaxi.
-Ameixas ou figos.

O almoço poderia ser:

-Ceviche de peru.
-Frango com mostarda.

Quanto ao jantar, você pode adicionar alimentos como:

-Um punhado de nozes.
-Banana.

Fonte: saudedicas.com.br/