Como cuidar da pele e das rugas em cada idade da vida

Maquiagem todo dia faz mal?
26 de julho de 2016
Magic Touch Detox, a massagem que emagrece
9 de agosto de 2016
Mostrar todos

Como cuidar da pele e das rugas em cada idade da vida

O medo de acrescentar anos à idade e rugas ao rosto é tão universal que duas autoras americanas, Vivian Diller e Jill Muir- Sukenick, lançaram o livro Encare o Espelho (Ed. Cultrix, 216 págs.). Ambas são ex-modelos que buscaram novas carreiras e se tornaram psicanalistas especializadas em ajudar profissionais que lutam contra a ação do tempo, como bailarinos, modelos, atores e atletas. Vivian explica que o medo de envelhecer é normal em países que exaltam a beleza juvenil. “Mas não tem sentido comparar-se a alguém mais jovem. Temos que tentar aparentar e sentir o melhor que podemos para nossa própria idade”, diz a autora. Pior, o perigo de querer ter aos 50 a mesma pele – e rosto – que tinha aos 20 anos é se submeter a um exagero de procedimentos, que vão funcionar como um tiro no pé – e deixá-la parecendo uma caricatura de si mesma.

Aceitar o envelhecimento não quer dizer o fim da vaidade; é cuidar que as mudanças sejam suaves e cheguem no tempo certo. “Eu diria que, se você cuidar de si mesma, não entrar em pânico com a passagem do tempo, mas sim redefinir o significado de beleza para sua idade, tem a chance de sentir-se ainda mais atraente do que nunca!”, finaliza Vivian. Muito melhor do que arrancar cada fio branco que aparecer, não acha? Para confirmar a teoria de que é possível envelhecer bonita, esclarecemos quais são os melhores cuidados para a pele aos 20, 30 e 40 anos ou mais. Leia e siga as recomendações para perder de vez o medo do espelho.

20 anos

Oleosidade é o foco

Mesmo com o fim da adolescência, as alterações hormonais que estimulam o trabalho das glândulas sebáceas podem persistir. O alarme da flacidez pode tocar a partir dos 25 anos, quando a produção de colágeno passa a diminuir. É nessa fase que as alterações no DNA causadas pelo sol ocorrem: as sardinhas até têm seu charme nessa época, mas são o prenúncio de que você sofrerá com manchas e rugas se não proteger sua pele daqui pra frente.

Limpeza é a palavra-chave

Lave o rosto com um sabonete específico, no máximo, duas vezes por dia, para evitar o efeito rebote (excesso de produção sebácea por causa do ressecamento causado pelo produto). Escolha um com ácido salicílico e aposte em um tônico adstringente para cuidar dos poros obstruídos. O protetor solar é item obrigatório. A dermatologista Claudia Magalhães, de Recife, indica os de toque seco (encontrados em séruns ou gelcreme) ou aqueles que, embora sejam cremosos, têm ativos que controlam a oleosidade. À noite, aplique um hidratante oil free e com ativos antioxidantes, que vão combater os radicais livres que aceleram o efeito do envelhecimento.

Procure no rótulo ativos como vitamina C, coffeeberry, feverfew e chá verde. A região dos olhos é a primeira a entregar sua idade, por isso reserve uma atenção especial a ela. Os cremes devem ser usados diariamente, pela manhã e à noite. Para combater marcas de acne e inflamações, aposte em corretivos com ácido salicílico ou fórmulas manipuladas que contenham peróxido de benzoíla ou adapaleno. Os ácidos retinoico e glicólico e a esfoliação semanal (estimulam a renovação celular) são bem-vindos nessa fase, mas lembre-se de escolher sempre produtos com textura leve.

Vale experimentar

“Combata a oleosidade incluindo em seus cuidados uma limpeza de pele combinada com peelings superficiais”, diz a dermatologista Ana Paula Meski, de São Paulo. Os peelings de ácido salicílico e de diamante são os mais brandos.

Agenda

· Todo dia limpar, hidratar e usar protetor solar
· Toda noite limpar, aplicar produto com ativo antioxidante e tratamento antioleosidade
· Toda semana esfoliar para remover células mortas
· Todo mês limpeza de pele com uma dermatologista ou esteticista
· Todo trimestre peeling superficial
· Todo ano visitar o dermatologista

Dicas de maquiagem

· A base deve ser leve, de preferência oil free, para uniformizar a pele sem ressaltar a oleosidade.
· Aposte em corretivos secativos com ácido salicílico para esconder e tratar as espinhas ao mesmo tempo.
· Para controlar a oleosidade, use pó compacto na zona T. Truque: tenha sempre no nécessaire lenços absorventes para controlar o brilho do rosto durante o dia.
· Abuse das sombras cremosas enquanto ainda não tem marquinhas nas pálpebras.

30 anos

Olá, gravidade

Ana Paula Meski, dermatologista de São Paulo, conta que é nessa faixa que o colágeno entra em um processo de degradação mais acentuado. Resultado: surgem as primeiras rugas (as mais frequentes são os pés de galinha e linhas em regiões que você movimenta bastante, como entre as sobrancelhas).

As sardas e manchinhas vão se multiplicar pelo rosto e colo a qualquer hora. Filtro solar todos os dias. Mas para cada pele há uma sentença. Alguns fatores podem acentuar esses sinais da idade, como o cigarro (nem vamos comentar a agressão para o seu corpo todo que é fumar, ok?) e o álcool, que atrapalham a microcirculação entre as células; dormir pouco causa olheiras e rouba o tempo hábil para a renovação celular noturna. Não esperamos que você abandone a happy hour, mas está na hora de agir como gente grande e encarar aquele prato colorido sem cara feia! Uma boa alimentação, rica em hortaliças e frutas, carrega antioxidantes que combatem os efeitos dos radicais livres.

Xô, rugas e manchas!

A escolha do sabonete depende do seu tipo de pele, mas em geral deve ser mais hidratante do que o usado aos 20 anos. Inclua um tônico para equilibrar o pH da pele. Nos tratamentos noturnos, saem os antioleosidade e entram os hidratantes mais potentes. A dermatologista Claudia Magalhães indica continuar com o ácido glicólico, que estimula a renovação celular, e os antioxidantes, importantes em qualquer idade. Se for necessário, invista em uma máscara revitalizadora semanal para recuperar o viço da pele.

Mas há novidades para as suas compras: inclua cremes com ativos clareadores e uniformizantes, como hidroquinona, ácido kójico, ácido fítico, idebenona e arbutin. Também é importante procurar tratamentos específicos com substâncias que incentivem a produção de colágeno, tais como as vitaminas C e E, o retinol e o retinaldeído. Fique atenta: além de cuidar da área dos olhos, inclua o pescoço na sua rotina de cuidados. A pele dessa região é igualmente sensível.

Um dermatologista para chamar de seu

Nessa idade é comum a aplicação de luz intensa pulsada, um aparelho que age na melanina das células, diminuindo a incidência de sardas e melasmas, além de estimular o colágeno. A dermatologista Claudia Magalhães também indica peelings químicos (substâncias que penetram na pele) para estimular a renovação celular, sem a necessidade da abrasão. Esse tipo de peeling ameniza linhas finas e manchas. A correção das rugas iniciais pode ser feita com a aplicação de ácido hialurônico, um agente de hidratação da pele que, retendo as partículas de água, deixa a pele mais firme.

Agenda

· Todo dia limpar, hidratar e usar protetor solar
· Toda noite limpar, aplicar produto com ativo clareador de manchas e antiaging
· Toda semana esfoliar para remover células mortas e aplicar máscara revitalizadora
· Todo mês peeling superficial
· Todo trimestre se necessário, uma sessão de luz intensa pulsada
· Todo semestre visitar o dermatologista
· Todo ano se necessário, fazer aplicação de ácido hialurônico

Dicas de maquiagem

· Use primer. Ele diminui os poros e deixa a pele com toque aveludado
· Aposte na base mineral, que tem boa cobertura e textura leve, que não acumula nas linhas finas nem obstrui os poros.
· Procure um corretivo específico para a área dos olhos e ilumine a região com pó iluminador para disfarçar as olheiras.
· Quando usar delineador e sombra no côncavo, suba um pouco o traço quando chegar ao canto interno dos olhos. Esse truque levanta o olhar.
· Não saia sem blush! Os tons de bronze e rosados trazem de volta o viço da pele.

40 anos

Guerra contra o tempo

Segundo a dermatologista Denise Steiner, de São Paulo, a pele nessa fase está mais fina e compacta, por isso retém menos líquido. Isso diminui a hidratação natural e causa dois problemas distintos: ressecamento em algumas partes da pele e acúmulo de líquidos em outras (como nas bolsinhas abaixo dos olhos). A lição mais básica é beber muita água para compensar a perda natural. Os melanócitos, estrutura da pele responsável pela melanina, também estão desgastados e produzem pigmentos de forma irregular, causando manchas.

O colágeno é produzido cada vez em menor quantidade. Por isso a flacidez é mais acentuada. Outro alerta vermelho: a perda de gordura em pontos específicos da face, como nas maçãs do rosto, vai deixando o rosto murcho. E, se não bastasse tudo isso, o rosto também perde o contorno e o pescoço sua firmeza.

Armas de combate

A boa notícia é que, apesar de caprichada, a limpeza não precisa ser pesada, uma vez que a oleosidade tende a ser bem controlada. Troque o sabonete por uma espuma suave e mantenha a limpeza duas vezes ao dia. Use um creme hidratante diurno com ácido hialurônico e estimulantes de aquaporines, que vão ajudar a manter as moléculas de água na pele. Cremes e séruns com agentes antioxidantes continuam na lista de itens importantes e o protetor solar pode ser mais cremoso e com FPS mais alto.

Alie tudo isso a tratamentos que incentivem a síntese de colágeno e com alta concentração de ativos. Pode apostar em fórmulas que contenham retinol, coenzima Q10, hidroquinona, DMAE, raffermine, tretinoína e isotretinoína. Reserve mais atenção ao contorno dos olhos e da boca. Se possível, tenha um produto com antiaging para cada uma dessas regiões. E não tenha medo de dar uma esticadinha de leve: aposte em cremes diurnos de efeito tensor imediato, como os com tensine e liftline.

Novas estratégias

Continue com os peelings químicos na agenda. Além da luz intensa pulsada, a dermatologista Denise Steiner diz que talvez seja a hora de aderir à radiofrequência (ondas que penetram na pele e estimulam a produtoção de colágeno). O laser de CO2 é outra boa opção. Ele aquece as células, modificando sua estrutura e estimulando a produção de colágeno. Por ser fracionado, deixa algumas regiões do rosto intactas e é menos invasivo. O ácido hialurônico para repor volume continua válido.

Agenda

· Todo dia limpar, hidratar, usar antiaging e protetor solar
· Toda noite limpar, aplicar produto com ativo clareador de manchas e antiaging e produto para a área dos olhos
· Toda semana esfoliar para remover células mortas
· Todo mês limpeza de pele
· Todo trimestre fazer peeling químico
· Todo semestre fazer preenchimento com ácido hialurônico
· Todo ano luz pulsada e radiofrequência

Regras para o necessaire

· Prepare a pele com um primer com efeito lifting imediato.
· A base deve ter ativos hidratantes e ser fluida para não acumular nos vincos das ruguinhas.
· Fuja das texturas em pó, que marcam as linhas na região dos olhos. Isso vale também para o pó facial.
· Aplique sombra cintilante abaixo do arco da sobrancelha para levantar o olhar.
· Use máscara apenas nos cílios superiores — se aplicada embaixo, ela acentua as olheiras.
· Para ganhar volume nos lábios, contorne com lápis nude e esfume o traço para dentro. Aplique batom cintilante ou gloss no meio dos lábios.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/